Jornal Diário
Marília,
FacebookTwitterYouTube

A HISTÓRIA DO JORNAL DIÁRIO-CORREIO

O jornal Correio de Marília foi fundado em 1º de maio de 1928 pelo empresário Alfredo Araújo, de Dourados, que chegou a Marília convidado por um dos fundadores da cidade, o empresário e agropecuarista Bento de Abreu Sampaio Vidal. 
Alfredo e o filho, Raul Roque Araújo, fundaram o jornal antes de a cidade ser emancipada politicamente, o que só aconteceria em 4 de Abril de 1929.
O jornal consolidou-se pela cobertura do desenvolvimento da cidade, apoio a campanhas públicas e prestação de serviços Com a morte de Alfredo Araújo, seu filho Raul assume plenamente o controle do jornal. Sem filhos, transfere a administração ao jornalista Anselmo Scarano, funcionário desde a fundação da empresa.
Em 1989 o Correio foi comprado pelo grupo Iguatemy Comunicações, que mais tarde seria transformado na CMN - Central Marília Notícias, que integra também as rádios Diário FM e Dirceu AM.
O grupo já era proprietário do jornal Diário Marília News, fundado em 1986 com circulação semanal. Era então o único jornal da cidade com impressão off-set. Em 1987 o jornal iniciou sua circulação diária.
Em junho de 1992 a CMN integrou os dois jornais, em processo semelhante ao desenvolvido pelo jornal Folha de S.Paulo após a compra do Última Hora.
O jornal, de circulação diária e com impressão em cores, passou a ser chamado Diário e assumiu como data de fundação a do jornal mais antigo, o Correio.
O Diário circula todos os dias com caderno principal, suplemento de classificados e caderno de variedades. 
TECNOLOGIA
Na década de 30 o jornal Correio de Marília impressionou leitores com a impresso da Revista Correio, um balanço dos dez anos de circulação. Foi um marco de qualidade e criou uma tradição: o jornal sempre investiu em inovações gráficas.
Esta tendência foi reforçada pela informatização e tecnologia e pela fusão do Correio ao Diário. O jornal foi o primeiro a circular com edição em cores, em 1992. A partir de 94 o setor de produção passou a ter programa isolado, próprio, de investimento em tecnologia.
Hoje este investimento representa um departamento gráfico com a última geração em programas de artes gráficas, trabalho na Internet, produção de páginas.
Os computadores são permanentemente atualizados, o que a cada ano estende máquinas mais potentes a todos os setores, mais profissionais ligados à Internet, mais informação em tempo real.
O resultado apareceu nas artes gráficas que complementam matérias, na adaptação de imagens e textos, produção de anúncios, da Revista de Domingo e das várias mudanças gráficas no jornal.
Para o leitor muda a qualidade de apresentação. Para o anunciante crescem as opções de apresentação e diminuem os prazos, os horários de entrega do material e de cobertura.
Todas as inovações vêm atendendo as exigências de mercado, as opções em tecnologia disponíveis no país e acessíveis a empresas de comunicação com o perfil do mercado no interior.
É esta a tendência identificada para os próximos anos. O Diário vai continuar crescendo acompanhando seu mercado, que enfrenta restrições sem precedentes.
 

Jornal Diário

Rua Coronel Galdino de Almeida, 55
Marília/SP - CEP 17.500-100
Fone (14) 3402-5122
Fax (14) 3402-5125
diario@diariodemarilia.com.br


Jornal Diário
Páginas
Sobre
Anuncie
Assine
Expediente
Contato
Webmail
Cadernos
Polícia
Esporte
Geral
Cultura
Saúde
Página 2
Economia
Carro
Circulando
Dia a Dia
Charge
Classificados
Redes SociaisFacebookTwitterYouTube
Diário-Correio é resultado da fusão ocorrida em 1992 entre o Diário de Marília e Correio de Marília, fundado em 1º de Maio de 1928. Desenvolvido por StrikeOn