Jornal Diário
Marília,
FacebookTwitterYouTube

Postado em 10/01/2017 às 19:30

Dívida da Prefeitura com UPA soma R$ 4,2 milhões; serviço pode ter cortes

Funcionários estão sem receber salários e sindicato já fala em greve

Categoria: Geral

A Prefeitura de Marília deve à Associação Beneficente Hospital Universitário (ABHU) um total de R$ 4,2 milhões, em apenas um contrato de prestação de serviço. Trata-se da parceria que mantém a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na zona norte da cidade. Com a inadimplência, o serviço pode sofrer cortes e dispensa de funcionários, além de greve ainda esta semana.

Do montante devido R$ 3,2 milhões são resíduos do ano passado. O restante é referente ao repasse que deveria ter sido feito no início deste mês. A instituição gestora afirma ter contraído dívidas bancárias para contornar a situação em 2016. Este mês, trabalhadores ainda não receberam os salários.

O contrato prevê R$ 1,5 milhão por mês para atendimento a até 14 mil pacientes. Pelo menos 240 pessoas entre médicos, profissionais de enfermagem, recepção, administração e higiene trabalham no local.

Em janeiro foi realizado um depósito de R$ 300 mil, mas o valor, segundo nota da superintendente da ABHU, Márcia Mesquita Serva, não cobre sequer 30% da folha de pagamento. 

“Já estamos pagando juros por falta de repasse da prefeitura, contudo neste mês só tivemos recursos para recarregar o cartão alimentação dos funcionários. A prefeitura terá que honrar ainda os juros do banco”, reivindicou, em nota emitida na segunda-feira (9).

Na tarde de ontem, a diretora administrava-financeira Maria de Fátima Silva afirmou que a situação não havia se alterado. Ela explicou que houve um depósito de R$ 240 mil à instituição, porém o montante é parte de outro contrato, referente a serviços oferecidos no Hospital Universitário.

O valor mensal desse contrato é de R$ 500 mil, para serviços oferecidos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Não há relação entre a dívida da UPA, mas a administração do hospital espera que, assim como a unidade de pronto atendimento, o hospital também receba o valor o mais breve possível.

DIÁLOGO

A diretora afirmou que a ABHU espera diálogo, prazos definidos e o início do pagamento do saldo devedor de 2016. Uma reunião já estaria marcada para amanhã entre a direção do hospital e a secretária municipal da Saúde, Kátia Ferraz Santana. 

GREVE

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Campinas e Região (Sinsaúde), que representa os trabalhadores dos serviços privados de Marília, informou que está acompanhando a situação da UPA.

Segundo a entidade, são pelo menos 240 trabalhadores sem receber. Parte deles pode entrar em greve, ainda esta semana, após a realização de assembleia e negociação com a empregadora.

Comentários

Mais Recentes

Jornal Diário

Rua Coronel Galdino de Almeida, 55
Marília/SP - CEP 17.500-100
Fone (14) 3402-5122
Fax (14) 3402-5125
diario@diariodemarilia.com.br


Jornal Diário
Páginas
Sobre
Anuncie
Assine
Expediente
Contato
Webmail
Cadernos
Polícia
Esporte
Geral
Cultura
Saúde
Página 2
Economia
Carro
Circulando
Dia a Dia
Charge
Classificados
Redes SociaisFacebookTwitterYouTube
Diário-Correio é resultado da fusão ocorrida em 1992 entre o Diário de Marília e Correio de Marília, fundado em 1º de Maio de 1928. Desenvolvido por StrikeOn