Jornal Diário
Marília,
FacebookTwitterYouTube

Postado em 09/01/2017 às 19:05

Nomeações com supersalários causam indignação; MP já apura nepotismo

Informações foram obtidas a partir de publicações no Diário Oficial

Categoria: Geral

Matéria publicada na edição de domingo (8) do Diário revelando série de nomeações em cargos comissionados (sem concurso público) com supersalários (acima de R$ 17 mil mensais) na Câmara Municipal causou indignação entre leitores e populares. 

As informações foram obtidas a partir de publicações no Diário Oficial do Município na primeira semana de atuação do prefeito Daniel Alonso (PSDB) e do presidente da Câmara Municipal, Wilson Alves Damasceno (PSDB). Foram mais de 20 nomeações e uma série de outras estão previstas para os próximos dias.

CABOS E APADRINHADOS

Boa parte dos cargos estão sendo preenchidos por cabos eleitorais e apadrinhados dos vereadores eleitos e do prefeito Daniel Alonso (PSDB). O que também chama a atenção são alguns supersalários entre os nomeados, com valores acima de R$ 17 mil por mês, conforme consta na folha de pagamento da Câmara relativa ao mês passado. 

Rita Andréia Zafred, assessora de gabinete de Damasceno, por exemplo, recebeu R$ 17.310,00. Paulo César Colombera e Luiz Henrique Albertoni, que atuam na área administrativa do Legislativo, receberam salários acima de R$ 15.800,00 cada um, enquanto outro funcionário do setor, Thiago de Souza Vasconcellos, recebeu mais de R$ 13 mil. Outros salários giram em torno de R$ 12 mil. A nova diretora-geral da Câmara, Carla Farinazzi, recebeu salário de R$ 10.411,00.

AÇÃO NO MP

Entre os apadrinhados políticos, estão Marcelo de Oliveira Lyrio (filho do ex-prefeito Theobaldo Lyrio, lotado na presidência), Giovanni Nascimento (filho do secretário de Esportes, Eduardo Nascimento, chefe de gabinete do vereador Mário Coraíni) e Pedro Camacho, cabo eleitoral de Daniel Alonso e nomeado no gabinete do vereador Cícero do Ceasa. Todos com salários em torno de R$ 4 mil.

Entre os apadrinhados políticos nomeados na Câmara Municipal também está o repórter da Rádio Clube e âncora da TV Sol, Laperuta Júnior, que assumiu o cargo de diretor da TV Câmara, com salário em torno de R$ 8 mil mensais.

No caso de Giovanni, filho de Eduardo Nascimento, está caracterizado nepotismo (favorecimento de parentes e consanguíneos na mesma fonte pagadora da administração - sem concurso público), uma vez que o repasse da folha de pagamento da Câmara é feito pela Prefeitura.

Ação nesse sentido já foi protocolada junto ao Ministério Público do Fórum Estadual em Marília ontem e deverá ser distribuída a partir de hoje.  A ação poderá resultar em sanções judiciais ao vereador Mário Coraíni (PTB) e ao presidente da Casa, Wilson Damasceno, por crime de improbidade administrativa.  

APOSENTADOS

Há casos de aposentados da Câmara Municipal que também recebem supersalários pelo Ipremm, como o garçom Manoel de Souza, o Paraíba, que recebe cerca de R$ 9 mil por mês e o ex-diretor-geral, Toshitomo Egashira, vulgo Toshi, que recebe em torno de R$ 10 mil por mês. Ele está condenado por envolvimento no rombo de cerca de R$ 6 milhões nos cofres da Câmara, além de outros crimes.

RESPOSTA

Em “nota de esclarecimento” divulgada ontem no site da Câmara, Damasceno ressaltou que os supersalários foram pagos em dezembro passado. Aliás, isso já constava na matéria do Diário. Cabe destacar que uma das obrigações do Poder Legislativo, assim como de toda a administração pública, é zelar pela transparência de seus atos, não somente em “nota de esclarecimento”, após as revelações do Diário, que sustenta tudo o que foi publicado.

Comentários

Mais Recentes

Jornal Diário

Rua Coronel Galdino de Almeida, 55
Marília/SP - CEP 17.500-100
Fone (14) 3402-5122
Fax (14) 3402-5125
diario@diariodemarilia.com.br


Jornal Diário
Páginas
Sobre
Anuncie
Assine
Expediente
Contato
Webmail
Cadernos
Polícia
Esporte
Geral
Cultura
Saúde
Página 2
Economia
Carro
Circulando
Dia a Dia
Charge
Classificados
Redes SociaisFacebookTwitterYouTube
Diário-Correio é resultado da fusão ocorrida em 1992 entre o Diário de Marília e Correio de Marília, fundado em 1º de Maio de 1928. Desenvolvido por StrikeOn