Jornal Diário
Marília,
FacebookTwitterYouTube

Postado em 21/06/2016 às 14:17

Lei municipal regulamenta acesso de doulas a hospitais e maternidades

Marília conta atualmente com cinco doulas e a procura por essa função tem aumentado

Categoria: Saúde

O prefeito de Marília, Vinicius Camarinha assinou nesta segunda-feira (20) a lei nº 7965 que regulamenta a presença das doulas em Marília. De acordo com a matéria, as maternidades e os estabelecimentos de saúde da rede pública e privada ficam obrigados a permitir a presença de doulas durante todo o período de trabalho de parto, parto e pós-parto imediato, bem como nas consultas e exames pré-natal, sempre que solicitadas pela parturiente.

A sanção foi acompanhada pela autora da lei, vereadora Sônia Tonin, por doulas que atuam no município e pela coordenadora de Políticas para as Mulheres, Mariela Cardoso.

“Nosso governo tem se pautado nos investimentos em áreas prioritárias como a saúde e sei que a lei em questão é voltada à qualidade de vida da mulher, de suporte e acompanhamento tanto físico quanto emocional num momento tão importante para a parturiente. Cumprimento a vereadora Sônia Tonin pela apresentação do projeto, hoje, lei no município de Marília”, destacou o chefe do Executivo.

De acordo com a doula, Bárbara Otre a lei é um avanço significativo na cidade. “Marília conta atualmente com cinco doulas, mas a procura por essa função tem aumentado bastante, existe, inclusive, a busca por cursos para a formação de novas doulas. Trabalho nessa área há quatro anos e escolhi essa função pelo amor à maternidade, pelo resgate da essência da mulher e pela importância dos partos normais. O prefeito Vinicius está de parabéns por esse olhar humanizado, por regulamentar a permanência das doulas nas maternidades, ele nos ouviu, entendeu a importância da nossa função e hoje sanciona a lei”, disse.

Segundo dados de um site especializado na função, a palavra "doula" vem do grego "mulher que serve". Nos dias de hoje, aplica-se às mulheres que dão suporte físico e emocional a outras mulheres antes, durante e após o parto.

A lei prevê que a doula poderá entrar nos ambientes de trabalho de parto, parto e pós-parto com seus instrumentos de trabalho e não poderá realizar procedimentos privativos de profissões de saúde, como diagnósticos médicos, mesmo se possuir formação na área da saúde.

“Um dia histórico para a cidade, afinal, Marília se iguala a cidades que já contam com as doulas como Jundiaí e Votuporanga. A doula é uma pessoa de confiança da gestante, que agora conta com um olhar carinhoso da administração”, concluiu a vereadora Sônia Tonin.

Conheça a atuação das doulas:

Antes do parto a ela orienta o casal sobre o que esperar do parto e pós-parto. Explica os procedimentos comuns e ajuda a mulher a se preparar, física e emocionalmente para o parto, das mais variadas formas.

Durante o parto a doula funciona como uma interface entre a equipe de atendimento e o casal. Ela explica os complicados termos médicos e os procedimentos hospitalares e atenua a eventual frieza da equipe de atendimento num dos momentos mais vulneráveis de sua vida. Ela ajuda a parturiente a encontrar posições mais confortáveis para o trabalho de parto e parto, mostra formas eficientes de respiração e propõe medidas naturais que podem aliviar as dores, como banhos, massagens, relaxamento, etc..

Após o parto ela faz visitas à nova família, oferecendo apoio para o período de pós-parto, especialmente em relação à amamentação e cuidados com o bebê.

 

Comentários

Mais Recentes

Jornal Diário

Rua Coronel Galdino de Almeida, 55
Marília/SP - CEP 17.500-100
Fone (14) 3402-5122
Fax (14) 3402-5125
diario@diariodemarilia.com.br


Jornal Diário
Páginas
Sobre
Anuncie
Assine
Expediente
Contato
Webmail
Cadernos
Polícia
Esporte
Geral
Cultura
Saúde
Página 2
Economia
Carro
Circulando
Dia a Dia
Charge
Classificados
Redes SociaisFacebookTwitterYouTube
Diário-Correio é resultado da fusão ocorrida em 1992 entre o Diário de Marília e Correio de Marília, fundado em 1º de Maio de 1928. Desenvolvido por StrikeOn