Marília,
IVCAnuncie SobreExpedienteContato
Jornal Diário
FacebookTwitterYouTube

Postado em 01/03/2014 às 01:00

Servente que degolou ex ficará em cela separada

Autor confesso de assassinato foi removido para a Penitenciária de Marília

Categoria: Polícia

Detido por Policiais Militares quinta-feira à noite na Vila Real, horas depois de matar degolada sua ex-mulher, a auxiliar de limpeza Ana Paula Basso Tavares, 20, o pedreiro, Adalberto Godoy Fávero, 26, foi autuado por homicídio simples. De acordo com o delegado Pedro Luiz Vieira Machado que presidiu o flagrante, Fávero também pode responder pelo crime de aborto uma vez que a vítima estaria grávida. Ele já está na Penitenciária de Marília, recebeu uniforme bege, característico dos presos e está em cela separada, sozinho, para se ambientar durante 15 dias, sem direito a visitas de familiares e banho de sol.

“Somente pelo homicídio ao qual ele foi autuado pode resultar em pena de 12 anos de prisão. Caso se comprove a gravidez e autuação por aborto, a condenação pode ser maior”, frisa o delegado. 

No prazo de 30 dias, o laudo da Perícia poderá confirmar a gravidez e se o ex-casal manteve relação sexual antes do assassinato. Adalberto deixou o plantão policial na manhã seguinte à sua prisão. Pouco depois das 8h de sexta-feira, Fávero foi escoltado por agentes de segurança até a sua cela na Penitenciária de Marília. De acordo com informações obtidas pela reportagem, ele chegou à unidade prisional às 11h30 e passou pelo processo de inclusão ao sistema prisional. Ao dar entrada na unidade, ele recebeu uniforme e foi levado até a sala do diretor da Penitenciária. Após os trâmites burocráticos, os agentes penitenciários encaminharam o assassino confesso na cela conhecida como “prova”. 

Nesse período de ambientação com o sistema carcerário, Adalberto somente terá o direito de receber visitas para atendimento médico, advogado ou oficiais de justiça. Encerrado o prazo de duas semanas, ele será removido à mesma cela dos outros presos onde terá direito aos demais benefícios como visita de familiares.

O CRIME

O corpo da auxiliar de limpeza Ana Paula Basso Tavares, 20, foi encontrado na manhã de quinta-feira em matagal às margens da represa Cascata, próximo à guarita da estação de tratamento do Daem, na zona leste. Ana Paula foi brutalmente assassinada. Ela foi degolada. Suas mãos apresentavam perfurações e arranhões típicos de quem tenta se defender. Ela estava desaparecida desde quarta-feira (26), quando por volta das 20h saiu de casa para trabalhar. Ana Paula era auxiliar de limpeza de uma empresa de prestação de serviços. Ela é a terceira vítima de homicídio este ano em Marília.

Em menos de 12 horas após a localização do corpo a polícia prendeu o ex-marido da vítima, o servente de pedreiro, Adalberto Godoy Fávero, 26. Ele foi detido na casa da mãe, no bairro Vila Real e confessou o crime. Ana Paula e Adalberto têm um filho de 4 anos. Ambos se separaram. Adalberto casou com outra mulher, mas segundo relatou à polícia mantinha um relacionamento extraconjugal com Ana Paula. 

Na noite de quarta-feira os dois saíram para mais um encontro. Foram até a represa Cascata, na Kombi de Adalberto. No local, segundo o acusado, Ana Paula contou que estava grávida de três meses de outro filho dele. Adalberto disse ainda que Ana Paula vinha fazendo ameaças para que ele se separasse da atual mulher. Os dois se desentenderam e, na confusão, Adalberto pegou uma faca e desferiu vários golpes, um deles fatal, no pescoço de Ana Paula. Na sequência ele arrastou o corpo da ex até o matagal e fugiu. Assim que foi capturado Adalberto voltou à cena do crime e mostrou aos policiais onde dispensou a faca. A arma branca foi encontrada e apreendida.

Comentários

Mais Recentes

Jornal Diário

Rua Coronel Galdino de Almeida, 55
Marília/SP - CEP 17.500-100
Fone (14) 3402-5122
Fax (14) 3402-5125
diario@diariodemarilia.com.br


Jornal Diário
Páginas
Sobre
Anuncie
Assine
Expediente
Contato
Webmail
Cadernos
Polícia
Esporte
Geral
Cultura
Saúde
Caderno B
Economia
Carro
Circulando
Dia a Dia
Charge
Classificados
Redes SociaisFacebookTwitterYouTube
Diário-Correio é resultado da fusão ocorrida em 1992 entre o Diário de Marília e Correio de Marília, fundado em 1º de Maio de 1928. StrikeOn